A homenagem ocorre desde 1970 e agracia pessoas e instituições que se destacaram em suas profissões ou serviram de exemplo à sociedade.

Também foram homenageados os ministros de Estado José Eduardo Cardozo, da Justiça, e Orlando Silva, do Esporte. Além deles, a solenidade homenageou Gleisi Hoffmann, ministra da Casa Civil. E ainda, a apresentadora Hebe Camargo, os senadores Ana Amélia Lemos e Eunício Lopes de Oliveira, o maestro Cláudio Cohen, regente da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, de Brasília, e o goleiro do São Paulo Futebol Clube, Rogério Ceni.

A indicação da presidente do TRT da Bahia, desembargadora Ana Lúcia Bezerra, partiu do ministro Horácio Senna Pires, que ressaltou que “a magistrada de carreira possui uma trajetória brilhante em todos os cargos que ocupou”. Segundo ele, a presidente do TRT baiano, que termina sua gestão em 2011, “está encerrando sua administração com elogios e reconhecimento dos seus pares. A condecoração é reconhecimento do próprio TST, pois ela é um grande exemplo também para a nossa instituição”, concluiu.

“É grande a minha satisfação e emoção ao receber o reconhecimento do nosso tribunal maior, que é o Tribunal Superior do Trabalho, com agradecimento especial a indicação do ministro baiano Horácio Senna Pires, que tão bem representa a Bahia no cenário nacional. A acolhida pelo seleto Conselho da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho é um privilégio”. No grau Grande Oficial, apenas duas presidentes de TRTs foram agraciadas, a do TRT baiano e a do Maranhão.

Compareceram também ao evento, a vice-presidente do TRT5, desembargadora Maria Adna Aguiar, a corregedora-regional, Vânia Chaves, os desembargadores Noberto Frerichs e Renato Simões, a juíza Marúcia Costa Belov e o diretor-geral do Tribunal, Edivaldo Lopes.

Fonte: Jusbrasil

Categorias: TST

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *