RESENHA: Pessoas Idosas no Brasil – Abordagens sobre seus DireitosO livro “Pessoas Idosas no Brasil – Abordagens sobre seus direitos”, uma iniciativa da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público de Defesa dos Direitos dos Idosos e Pessoas com Deficiência (Ampid), aborda a temática dos idosos, população que cresce no país e merece respeito da comunidade e do Estado. A obra tem por objetivo esclarecer os termos dos direitos das pessoas com mais 60 anos de idade, bem como auxiliar na interpretação jurídica sobre essas abordagens, em áreas determinadas como saúde, trabalho e atendimento.

A publicação é o resultado do trabalho de mais de 20 autores que produziram um conteúdo claro e aprofundado sobre questões específicas e peculiares do idoso, que o atinge em sua individualidade e coletividade no dia-a-dia. São 359 páginas organizadas pela subprocuradora-geral do Ministério Público do Trabalho e presidente da Ampid, Maria Aparecida Gugel, e pela promotora de Justiça de Natal (RN), Iadya Gama Maio, e com a edição do Instituto Atenas de Pesquisa e Desenvolvimento.

Na sua organização, o livro aborda 12 seções: Direito à vida, à liberdade, ao respeito e à dignidade; Alimentos; Saúde; Educação, Cultura, Esporte e Lazer; Profissionalização e Trabalho; Assistência Social; Habitação; Transporte; Medidas de Proteção aos Direitos e Acesso à Justiça; Política de Atendimento; Entidades de Atendimento e Fiscalização e Crimes contra a Pessoa Idosa.

De acordo com Maria Aparecida, a obra foi inspirada na declaração do secretário-geral da ONU, Kofi Annan, durante a Assembleia Mundial sobre o Envelhecimento Humano, que ocorreu em Madri, em 2002: “(…) nós envelheceremos um dia, se tivermos este privilégio. Olhemos, portanto, para as pessoas idosas como nós seremos no futuro. Reconheçamos que as pessoas idosas são únicas, com necessidades e talentos e capacidades individuais e não um grupo homogêneo por causa da idade”.

O respeito aos direitos garantidos pela Constituição e à dignidade humana é o propósito maior desta publicação através do esclarecimento e aprofundamento de regulamentações direcionadas às pessoas idosas. O idoso, reconhecido juridicamente como pessoa em situação de desigualdade, tem, por meio deste livro, um amplo e completo entendimento não só das leis que visam garantir a isonomia constitucional, mas a abrangência de seus direitos dentro do contexto familiar, social e de cidadão, para assegurar sua liberdade, bem-estar e dignidade.

O livro pode ser comprado pelo site www.inclusivas.com.br


3 comentários

ana paula silva · 3 de julho de 2010 às 10:34 AM

Bom dia
Sou filha única e meus pais já alcançaram a melhor idade, gostaria de saber se posso resolver os seus problemas sem ter o conhecimento deles, moro na minha casa, mais gostaria muito de morar com eles, cuido deles e esqueço do meu próprio trabalho, pois me dão muito mais trabalho ainda por causa da saúde deles. Moramos na roça e a cidade mais próxima fica a 40 quilometros, são teimosos, e gostam de viver sozinhos, mais no estado em que estão eles não tem condições de continuar assim. Gostaria muito de saber como faço para ter direitos sobre tudo o que diz respeito a eles, amo meus pais e só quero o melhor para eles. Aguardo a resposta o mais breve possível, e espero que possam me ajudar. Atenciosamente
Ana Paula

Ricardo Neto Ribeiro · 31 de outubro de 2010 às 12:16 AM

olá Ana Paula,moro em valparaiso – go. Meus pais pais assim como os seus, são aventureiros. tabem mudaram de cidade treis veses nos ultimos 8 anos de um, Estado para outro e o que posso fazer por eles é orar e pedir ao nosso Deus que envie anjos a proteje-los. todavia assim seja tambem com os seus pais… boa sorte!!!.

wanessa silva merneses · 31 de maio de 2011 às 2:30 PM

olá eu moro em brasilia vc nao teveria fazer mas índice de mulher idosas ñ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *